SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi, IV SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi

Tamanho da fonte: 
AUMENTO DA INCIDÊNCIA DE SÍFILIS GESTACIONAL NA CIDADE DE GURUPI – TO
Marley Rocha Albino Noleto, Maiara Danielle Santos Silva, João Luiz Chaves Machado, Meire Aparecida Jacinto Gundim, Letícia Da Costa Lins, Ana Caroline Silva Rocha

Última alteração: 2018-10-09

Resumo


CATEGORIA DO TRABALHO:

Ciências biológicas (     )

Ciências humanas (      )

Ciências da Saúde (  X  )

Ciências Sociais Aplicadas (     )

Ciências Agrárias (     )

Engenharias (     )

Ciências Exatas e da Terra (     )

Linguística, Letras e Artes (     )

 

AUMENTO DA INCIDENCIA DE SÍFILIS GESTACIONAL NA CIDADE DE GURUPI – TO

Marley Rocha Albino Noleto¹, Maiara Danielle Santos Silva ², Letícia da Costa Lins ², Ana Caroline Silva Rocha², João Luiz Chaves Machado², Meire Aparecida Jacinto Gundim³.

 

1 Graduanda em medicina pelo Centro Universitário Unirg, Gurupi/TO. E-mail: marqap@hotmail.com. 2 Graduandos em medicina pelo Centro Universitário Unirg Gurupi/TO. 3 Graduada em Enfermagem pela Universidade Estadual de Goiás.

Introdução: A Sífilis é uma afecção causada pela bactéria Treponema pallidum cuja principal via de transmissão é a sexual. A presença dessa patologia em gestantes pode causar desde nascimentos prematuros até óbitos perinatais. Objetivo: Verificar o aumento dos índices de Sífilis gestacional na cidade de Gurupi – TO. Material e Métodos: Trata-se de uma pesquisa retrospectiva-descritiva desenvolvida a partir de consulta ao Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS). Foram analisados números relativos a casos confirmados de sífilis gestacional na cidade de Gurupi estado do Tocantins entre os anos de 2014 e 2017. Resultados: Na cidade de Gurupi - TO foram registrados 33 casos de Sífilis gestacional entre os anos de 2014 e 2017. Dessas notificações, 4 se deram no ano de 2014, 1 em 2015, 11 em 2016 e 17 em 2017 mostrando um aumento superior a 300% quando comparados os números obtidos em 2014 e 2017, sendo que a faixa etária mais acometida se deu entre os 20 e 39 anos. Conclusão: É notório o aumento expressivo dos casos de Sífilis gestacional na cidade de Gurupi-TO. Fatores como não realização de pré-natal, desmistificação da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA/AIDS), uso de drogas ilícitas, múltiplos parceiros sexuais, acesso limitado a serviços de saúde, dentre outros podem ser descritos como fatores que contribuíram para esse aumento expressivo no número de diagnósticos. Sugere-se, portando uma análise mais aprofundada acerca dos reais motivos que levaram a essa expansão, pois apenas ao saber a causa pode-se implementar políticas de prevenção e cuidados efetivos.

 

Palavras chave: Sífilis, Sistema Único de Saúde, Diagnóstico.

 

 


É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.