SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi, IV SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi

Tamanho da fonte: 
A HANSENÍASE E A PROPORÇÃO DE CASOS NOVOS COM GRAU II DE INCAPACIDADE FÍSICA AVALIADA NO MOMENTO DO DIAGNÓSTICO, NO ESTADO DO TOCANTINS DE 2014 A 2016.
Élida Ferreira Lopes Landin, Andrey Reis da Fonseca, Gustavo Alexandrino Marques, Marianne Ferreira Caires, Renato Duarte da Silva, Nayara Pereira de Abreu

Última alteração: 2018-10-06

Resumo


Introdução: A hanseníase é uma enfermidade crônica, de relevância para a saúde pública, devido ao seu poder incapacitante, e atinge, predominantemente, a faixa etária economicamente ativae no Estado do Tocantins é considerada hiperendêmica.   Objetivo: Analisar os casos de hanseníase diagnosticados no estado do Tocantins entre 2014 e 2016 e fazer a proporção de quantos destes foram diagnosticados em grau de incapacidade 2. Material e Métodos: Estudo retrospectivo observacional através da análise dos dados disponibilizados pelo DATASUS sobre casos de hanseníase diagnosticados no estado do Tocantins e fazer uma proporção destes com os casos já diagnosticados em grau de incapacidade 2. Resultados: Em 2014 dos 1.293 casos notificados no estado 53,78%(695,38 pessoas) já se encontravam em grau de incapacidade 2. Em 2015 dos 1.114, 39,77%, (443,03) estavam com grau de incapacidade 2 e em 2016 dos 1788 casos, 34,59% (618,46) se encontravam em grau de incapacidade 2. Em 2015 houve uma queda no número de diagnósticos de hanseníase, quando comparado a 2014. Mas, em 2016 a quantidade de casos novos de Hanseníase volta a subir, porém com menor quantidade de pacientes com incapacidade de grau 2, se comparado com os dois anos anteriores. Conclusão: Nota-se que ao longo de 3 anos, houve uma oscilação entre diagnósticos de hanseníase e pacientes já em grau 2 de incapacidade. Ou seja, ainda se diagnostica muitas pessoas com hanseníase, porém a proporção entre os diagnosticados e os que estão com grau de incapacidade 2, diminuiu, e isso pode ser reflexo das medidas governamentais de promoção a saúde, por meio de informação sobre a doença, além do preparo do profissional da rede primária, para o diagnóstico e tratamento adequado.

Descritores: HANSENÍASE, DIAGNÓSTICO, CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL


É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.