SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi, IV SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi

Tamanho da fonte: 
CASOS DE INSUFICIÊNCIA RENAL NO ESTADO DO TOCANTINS ENTRE JANEIRO DE 2017 E JULHO DE 2018
Rita Ramalho do Amor Divino Ramalho Gama, Ana Vitória Souza Corrêa, Maria Clara Borges de Almeida, Carolyne Vieira Santos Pereira, Alice Magalhães Faleiro

Última alteração: 2018-10-10

Resumo


Introdução:Insuficiência renal é a perda das funções dos rins, podendo ser aguda ou crônica. É fundamental esse estudo para que se possam traçar aspectos epidemiológicos e tratamentos eficazes. Objetivo: Identificar a prevalência nas faixas etárias no Estado do Tocantins.  Material e Métodos: Trata-se de uma pesquisa retrospectivo-descritivo, desenvolvida a partir de consulta ao Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS). Foram analisados os casos de internações de pacientes com insuficiência renal registrados no estado do Tocantins no período de Janeiro de 2017 a julho de 2018. Resultados: No período analisado, foram registrados 860 casos de Insuficiência Renal no Estado do Tocantins. A faixa etária mais acometida vai de 60 a 69 anos com 196 casos, representando em torno de 23% do total. Em seguida, englobam-se indivíduos entre 50 e 59 anos com 188 casos e de 40 a 49 anos com 121 casos. Situações mais raras foram notificadas como 1 caso entre 5 e 9 anos, e 7 casos de 15 a 19 anos. Em relação ao gênero, o sexo masculino apresentou 534 casos (62%) e o sexo feminino 326 casos (38%). Conclusão: No presente estudo conclui-se que os casos de Insuficiência renal vêm afetando de forma significativa a população tocantinense. Idosos e sexo masculino são os mais afetados com tal enfermidade. Muitas pessoas somente são diagnosticadas com insuficiência renal quando já perderam grande parte da função dos rins. Quando não tratada, ela normalmente evolui para falência renal terminal, que pode levar à morte.Com uma análise do contexto social e hospitalar, observa-se que a forma de rastreamento e tratamento precoce ainda são as medidas ideais para a possibilidade de remissão desta situação e prevenção de complicações.

 

 

Descritores: Insuficiência. Falência renal.


É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.