SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi, IV SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi

Tamanho da fonte: 
INTERNAÇÕES E ÓBITOS POR HÉRNIAS NOS ÚLTIMOS 5 ANOS NO ESTADO DO TOCANTINS
Adrielle Araujo, Rafael Luiz Santos Alves, Amanda Ribeiro Tavares, Daniel Laureano de Castro, Matheus Souza Reis de Assis, Zoroastro Henrique Henrique de Santana

Última alteração: 2018-10-10

Resumo


Introdução: A hérnia é uma protusão anormal de um órgão ou tecido por um defeito em suas paredes circundantes. Esses defeitos envolvem comumente a parede abdominal, nos locais onde a aponeurose e a fáscia não são cobertas por musculo estriado. Objetivo: Analisar o número de internações e óbitos por hérnias inguinais e outras hérnias no estado do Tocantins, relacionando com o sexo e a idade dos pacientes, do período de junho de 2013 a junho de 2018. Material e Métodos: Foi realizado um estudo primário, longitudinal, retrospectivo do número de internações e óbitos por hérnias inguinais e outras hérnias no estado do Tocantins, relacionando com sexo e idade dos pacientes, no período de junho de 2013 a junho de 2018, registradas no Banco de Dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde – DATASUS. Resultados: Durante o período analisado, foi observado um total de  6.189 internações e 15 óbitos por hérnias em Tocantins. Destas, 3544 internações foram por hérnias inguinais (57,2%) e 2645 representaram outros tipos de hérnias (47,2%). O maior número de internações ocorreu em pacientes entre os 20 a 79 anos (n=4740), tendo pico dos 40 a 49 anos (n=944). O menor numero de casos ocorreu em pacientes menores que 1 ano (n=143). Os óbitos representam 0,24% dos casos de internações. Com relação ao sexo, o sexo masculino é o mais afetado (n=4425) representando 71,49% das internações, enquanto o sexo feminino (n=1764) representando 28,5%. Conclusão: As hérnias são um problema muito frequente, elas podem ser caracterizadas como hérnia inguinal (direta, indireta ou combinada), femoral, umbilical, epigástrica, De Spiegel, De Richter, De Littre, De Amyand obturador, ciática, incisionais, interparietal, isquiática, perineal ou lombar (triângulo superior ou inferior), entre outras. Embora existam vários tipos de hérnias, a mais comum é a hérnia inguinal. A prevalência da hérnia aumenta com a idade e os homens são mais propensos a ter uma hérnia do que as mulheres, em função do canal inguinal ser mais alargado devido o descenso testicular. O tratamento recomendado é a intervenção cirúrgica eletiva para evitar que ocorra o encarceramento ou estrangulamento.

Descritores: Hérnia. Hérnia inguinal. Parede abdominal. Hérnia abdominal.


É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.