SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi, IV SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi

Tamanho da fonte: 
GLICOGÊNIO EM FÍGADO E MÚSCULO DE RATOS TRATADOS COM PROPILTIOURACIL
Walkiria Teixeira Melo Costa, Guilherme Aoki, Antonio Pedro Oliveira Vasconcelos, Katienne Brito Marcelino, Wataro Nelson Ogawa

Última alteração: 2018-10-09

Resumo


Introdução: embora não conclusivos, a hipofunção do córtex adrenal com queda de níveis séricos de glicocorticoides, assim como a hipoglicemia estão associados à disfunção da tireoide. Objetivo: estabelecer uma relação entre propiltiouracil (PTU) e hipotireoidismo e mensurar o conteúdo de glicogênio no fígado e no músculo de ratos tratados e não tratados com PTU. Material e Métodos: utilizou-se 20 ratos Wistar provenientes do biotério central do Centro Universitário UnirG. Tais animais foram divididos em grupo controle (n=10) e grupo experimental (n=10) respectivamente tratados com aspartame (20 gotas) na água do bebedouro e tratados com PTU (1 mg/mL) mais aspartame (20 gotas) por 4 semanas. Todos os animais depois de anestesiados com tiopental sódico (50 mg/kg) foram submetidos a laparotomia com hepatectomia (500 mg) e retirada de músculo gastrocnêmio (500 mg) e sujeitos ao protocolo de extração de glicogênio (Krisman,1962), sendo a quantificação do conteúdo de glicogênio por meio de colorimetria por método da antrona no comprimento de onda de 650 nm, expresso em absorbância e transformado em concentração utilizando a curva padrão. Após eutanásia, as tireoides foram dissecadas e fotografadas. Os dados foram analisados com teste t de Student ao nível de significância de P < 0,05. Protocolo CEUA 02/2018. Resultados: as tireoides de ratos tratados com PTU foram mais volumosas do que as tireoides de ratos controles. O conteúdo médio de glicogênio do fígado e do músculo (em mg/100 mg de tecido) de ratos tratados com PTU foram, respectivamente: 2,06 ± 0,66 e 0,13 ± 0,04 e no controle 0,69 ± 0,1 e 0,33 ± 0,14 sendo ambos significativos entre os grupos com P = 0,0087 e P = 0,012, respectivamente. Conclusão: há associação entre administração de PTU e hipotireoidismo, também evidências de que o PTU aumenta a glicogênese no fígado com depleção do conteúdo de glicogênio no músculo esquelético.

Palavras chave: Glicogênio. Hipotireoidismo. Fígado. Músculo Esquelético.


É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.