SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi, IV SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi

Tamanho da fonte: 
Influência de diferentes fontes de fósforo na área foliar do capim marandu
Fabriny Da Silva Ribeiro, Athos Vinicios Souza Borges, Leydinária Pereira da Silva, Jessiane da Silva Carvalho, Carlos Eduardo Souza Montes, Rubens Ribeiro da Silva

Última alteração: 2018-10-08

Resumo


Introdução: A adubação fosfatada assume grande importância em solos do cerrado, visto que os mesmos são bastante deficientes neste nutriente. A prática da adubação assume papel fundamental para o estabelecimento e manutenção das pastagens. Objetivo: Avaliar o efeito das diferentes fontes de fósforo na área foliar (AF, cm²) do capim Urochloa brizantha cv. Marandu. Material e Métodos: O experimento foi conduzido em casa de vegetação na Universidade Federal do Tocantins (UFT) – Campus de Gurupi, em parceria com a Timac agro, sob um Latossolo Vermelho-Amarelo. O delineamento foi inteiramente casualizado, composto por 6 tratamentos, sendo 5 fontes de fertilizante fosfatado mais uma testemunha. A dose única utilizada para todos os tratamentos foi fixada em 100 kg ha-1. Aos 30 dias após semeadura das plantas foi realizado um corte de uniformização a 25 cm de altura a partir da superfície do solo, aos 60 DAS realizou-se mais um corte para avaliação da área foliar (AF, cm2). As folhas frescas foram pesadas e, em seguida, destacou-se os discos foliares apenas com nervuras finas, utilizando um vazador de área conhecida (0,38 cm²), que foram imediatamente pesados em balança analítica e, assim, a área foliar foi estimada pela fórmula (AF = PF x AD/PD, onde: AF é a área foliar estimada pelo método; PF é a massa fresca da folha; AD é a área conhecida do disco retirado da folha (0,38 cm2); e PD é a massa fresca dos discos). Os dados foram submetidos à análise de variância a 5% de probabilidade e o gráfico foi obtido através do software Sigma Plot 10®. Resultados: As fontes Timac 04 e Timac 05 proporcionaram as melhores respostas em relação à área foliar do capim Marandu, apresentando 45,47 e 45,36 cm2, respectivamente, entretanto, não havendo diferença significativa entre si. Em relação às plantas testemunhas, ambas as fontes proporcionaram em média, um acréscimo de 25% no parâmetro área foliar. Conclusão: As fontes fosfatadas proporcionaram resultados positivos para a característica a área foliar (AF, cm²) do capim Urochloa brizantha cv. Marandu.


É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.