SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi, IV SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi

Tamanho da fonte: 
PRODUTIVIDADE DE FRUTOS DE MELANCIA EM FUNÇÃO DE DIFERENTES DOSES DE POTÁSSIO
Taiuan Bruno Almeida Gomes, Milena Benetti, João Pedro Pereira Nogueira, Danilo Alves Porto da Silva Lopes, Aline Torquato Tavares, Ildon Rodrigues do Nascimento

Última alteração: 2018-10-08

Resumo


Introdução: A qualidade e produção dos frutos de melancia (Citrullus lanatus) estão associadas a diversos fatores, tendo como a adubação potássica de suma importância para o aumento do fruto desde sua formação, amadurecimento até sua textura. Objetivo: Avaliar a produtividade de frutos de melancia em função de diferentes doses de potássio. Material e Métodos: O experimento foi conduzido na área experimental da Universidade Federal do Tocantins, Campus de Gurupi. Anteriormente à instalação do experimento, foram realizadas operações de preparo do solo, com uma aração e uma gradagem, e posterior levantamento dos canteiros e utilização de mulching para controle das plantas daninhas e controle de umidade, a irrigação adotada para o experimento foi feita por mangueiras de gotejamento.  A cultivar utilizada foi a Manchester®, híbrido da Syngenta. O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados com quatro repetições, os tratamentos corresponderam a um sem aplicação de potássio e quatro doses (60; 120; 180; 240 Kg ha-1 K2O) na forma de cloreto de potássio com concentração de 60 % de K2O, a adubação foi parcelada em adubação de base e duas adubações de cobertura. Os dados médios de cada tratamento foram submetidos à análise de variância e comparados pelo teste Tukey (p ≤ 0,05) pelo programa SISVAR. Resultados: Observou-se efeito significativo em relação a 0 pelo teste t ao nível de 5% de probabilidade, mostrando através da análise de regressão de modelo quadrático (R2 = 0,90), que a dose de 154,68 Kg ha-1 K20 resultou na máxima produtividade obtida de 35 toneladas por hectare, diminuindo a partir de então até a máxima dose aplicada. Conclusão: A dose de 154,68 Kg ha-1 K20 proporcionou a maior produtividade.

Palavras chave: Citrullus lanatus, ADUBAÇÃO POTÁSSICA, HÍBRIDO, NUTRIÇÃO.

 

 

 


É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.