SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi, IV SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi

Tamanho da fonte: 
RESULTADOS DE SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA O ENSINO DO ALGORITMO DA DIVISÃO NO 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Karina Aparecida Terra

Última alteração: 2018-10-07

Resumo


Introdução: Este trabalho apresenta os resultados de uma sequência didática para o ensino da divisão, numa turma de 3º ano do Ensino Fundamental, numa escola pública municipal de Gurupi-TO. Objetivo: Contribuir com a formação inicial e continuada de professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental, de maneira a melhorar a proficiência dos alunos em Matemática, mais especificamente nos conceitos da divisão. Material e Métodos: A pesquisa de campo foi qualitativa. A escolha se deu em função da necessidade de ressaltar os aspectos mais relacionados ao processo do que os resultados, e acredita-se que essa abordagem possibilita captar e explorar. Os registros aconteceram por meio de filmagens que posteriormente foram degravadas, e aplicação de atividades escritas que foram analisadas em três categorias. Resultados: Foi realizado um estudo sobre a Educação Matemática, os conceitos da divisão: partilha e medida, e sequência didática. A aplicação da sequência didática teve início com duas observações para conhecimento da turma, e depois foram desenvolvidas oito intervenções para a realização da sequência didática, onde foi utilizado de material concreto para se trabalhar os conceitos partilha e medida.  A categoria do conceito de partilha é referente à distribuição um-a-um de coisas ou objetos de um agrupamento dos mesmos em quantidades menores e iguais. A divisão por partilha é mais fácil de ser compreendida pela criança porque é algo que ela vivencia no seu dia-a-dia. Na categoria do conceito de medida refere-se a uma quantidade inicial a ser dividida em um dado tamanho de partes (quotas), para que seja encontrada como resposta a quantidade de partes em que se dividiu o todo. A divisão por medida ou quotição nem sempre é explorada pelos professores por considerarem mais complexas, mais na realidade não utilizam de materiais que facilitem o entendimento da criança. E na categoria conflito cognitivo o crescimento do aluno e do professor se dá quando todos tem a oportunidade de vivenciar situações concretas e que desafiam os conhecimentos adquiridos e impulsionam a construção de novos conhecimentos. Conclusão: Percebeu-se, com o desenvolvimento dessa pesquisa que o professor precisa provocar no aluno a vontade de aprender. Para tanto, precisa usar técnicas inovadoras que instigue a curiosidade, o interesse, e mude a dinâmica da sala de aula, precisa sair do método tradicional de ensino e proporcionar a criança desenvolver seu próprio conhecimento.

Palavras chave: Sequência Didática, Matemática, Ensino, Professor,  Aluno.

 

 


É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.