SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi, IV SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi

Tamanho da fonte: 
EFEITO DA BIOFORTIFICAÇÃO AGRONÔMICA COM LÍTIO SOBRE A ÁREA FOLIAR DE PLANTAS DE ALFACE
Gilson do Carmo Alexandrino, Jessiane da Silva Carvalho, Lara Couto Marques, João Pedro Silva Beserra, Carlos Eduardo Souza Montes, José Moisés Ferreira Junior

Última alteração: 2018-10-16

Resumo


Introdução:A biofortificação agronômica com lítio pode ser uma nova alternativa para o tratamento e profilaxia de transtornos de humor em humanos. Entretanto, por este elemento não ser considerado um nutriente essencial para o adequado desenvolvimento das plantas a sua adição às lavouras necessita de estudos. Objetivo:Avaliar os efeitos da aplicação foliar de fontes e doses de lítio sobre a área foliar de plantas de alface. Material e Métodos:O experimento foi conduzido em casa de vegetação, na área experimental da Universidade Federal do Tocantins, campus Gurupi/TO. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado (DIC), com quatro repetições. Foram dez tratamentos em esquema fatorial 2 x 5, sendo o primeiro fator referente a duas fontes de lítio (LiOH e Li2SO4) e o segundo relacionado a cinco doses das respectivas fontes (0; 10; 20; 30 e 40 mg dm-3). Para o estudo, foi utilizada a Lactuca sativacv. Elba cultivada em vasos com capacidade de 5 dm-3de substrato, sendo este composto por solo, composto orgânico e palha de arroz carbonizada na proporção de 1:1:1. As aplicações foram realizadas via pulverização foliar, subdivididas ao longo do ciclo de desenvolvimento da cultura, a cada 12 dias para melhor absorção do lítio. Resultados: Não houve diferença estatística em relação às fontes de lítio testadas, porém, as doses influenciaram significativamente a área foliar. Ainda, ambas as fontes de lítio apresentaram comportamento quadrático e promoveram leve aumento na área foliar em doses baixas, sendo 15,90 mg dm-3e 5,06 mg dm-3as doses de maior eficiência agronômica para o hidróxido e sulfato de lítio, respectivamente. Entretanto, esta característica sofreu forte redução nas maiores doses, e na dose máxima de lítio de 40 mg dm-3houve uma redução de aproximadamente 10% para o LiOH e 15% para o Li2SO4, em comparação com as plantas testemunha. Conclusão:Doses acima de 20 mg dm-3de lítio podem reduzir a área foliar de plantas de alface cv. Elba, o que pode influenciar na produtividade da cultura.

É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.