SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi, IV SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi

Tamanho da fonte: 
CORRELAÇÃO DE INTERNAÇÕES POR HIPERTENSÃO PRIMÁRIA EM GURUPI, TOCANTINS E CACHOEIRA DO SUL, RIO GRANDE DO SULNO PERÍODO DE JANEIRO DE 2015 E JULHO DE 2018.
cibele de souza fernandes, Cristiane Chaves Campos, Joana Inácio Aguiar, Isabela Augusta Gonçalves Cunha, Nayara Pereira de Abreu

Última alteração: 2018-10-06

Resumo


Introdução:A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é uma condição crônica, de origem multifatorial, que apresenta elevada prevalência. Dessa maneira, é preciso conhecer os fatores que contribuem para essa condição, dentre esses fatores podemos observar que existe uma relação intrínseca entre o nível socioeconômico e adesão ao tratamento. Objetivo:Comparar a ocorrência de internações devido ao HAS entre o município de Gurupi -TO e Cachoeira do Sul-RS de populações numericamente semelhantes no intervalo Janeiro de 2015 e Julho de 2018 em número total de casos e faixa etária. Material e Métodos:Trata-se de um pesquisa retrospectiva-descritiva desenvolvida a partir da consulta ao DATASUS/Morbidade Hospitalar do SUS,Capítulo CID-10:IX e Lista Morb CID-10: Hipertensão essencial (primária). Foram selecionados para ambas no mesmo período e as variantes utilizadas como internação e faixa etária no ano de processamento. As frequências relativas e absolutas foram calculadas  e os resultados comparados.Resultados: No intervalo observado, foram notificados 138 internações  por HAS em Gurupi: 1 na faixa etária 20 a 29 anos, 8 entre 30 a 39 anos, 13 entre 40 a 49 anos,16 entre 50 a 59 anos ,30 entre 60 a 69 anos, 35 entre 70 a 79 anos e 35 em pacientes com 80 anos ou mais. Em Cachoeira do Sul o total de internações foi 43: 1 tanto na faixa etária 10 a 14 anos como a 20 a 29 anos e 30 a 39 anos, 5 entre 40 a 49 anos, 10 entre 50 a 59 anos, 6 entre 60 a 69 anos, 13 entre 70 a 79 anos e 6 óbitos com 80 anos ou mais. Conclusão: Em Gurupi a ocorrência de internação por HAS foi 3,2 vezes maior do que em Cachoeira do Sul. As faixas etárias 60 a 69 anos, 70 a 79 anos e 80 ou mais tiveram alta prevalência em Gurupi totalizando 100 internações, enquanto em Cachoeira do Sul, nas mesmas faixas etárias, foram apenas 25 internações. As internações em Cachoeira do Sul predominam entre 70 a 79 anos o que pode apontar uma maior  adesão ao tratamento dos pacientes com HAS nesse município. Esse achado possivelmente está relacionado com o IDH e a qualidade do serviço de saúde básico ofertado ao município. É necessário uma atualização do censo para identificar mais fatores que agravam a incidência dessa patologia, buscando dessa forma prevenir e garantir uma sobrevida maior a população .


É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.