SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi, IV SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi

Tamanho da fonte: 
ESTUDO DA PRECIPITAÇÃO NOS ÚLTIMOS NOVE ANOS NO MUNICÍPIO DE GURUPI, TOCANTINS.
Rogerio Dagostin Ghisleri

Última alteração: 2018-10-09

Resumo


Introdução: A precipitação é uma parte importante do ciclo hidrológico. O conhecimento sobre essa natureza climática permite fazer uma relação com as atividades agrarias, urbanas e industriais presentes na região. Objetivo: O artigo teve por objetivo geral a revisão da precipitação pluviométrica no município de Gurupi, Tocantins. Material e Métodos: Para esse estudo, utilizaram-se os dados de precipitação referentes aos anos de dois mil e dez a dois mil e dezoito, perfazendo um total de oito anos, da rede de estação meteorológica da Universidade Federal do Tocantins-Campus de Gurupi-TO. Após a aquisição dos dados, criou-se uma análise comparativa referente aos índices de precipitações acumulados na unidade, e das mudanças significativas das médias esperadas durante cada mês de cada ano. Resultados: Desta forma, conclui-se que o maior índice de chuvas foi em janeiro de dois mil e dezesseis, com acumulado de quinhentos e noventa e nove milímetros e os menores índices nos meses de julho dos anos dois mil e dez a dois mil e dezesseis, onde foi registrado o acúmulo de zero milímetro. Conclusão: Desta forma, conclui-se que os acontecimentos climáticos ocasionados, frisando o conceito de estação chuvosa e o de estiagem, destacou a importância do conhecimento da precipitação no local, onde é essencial na prevenção e combate de fenômenos naturais de precipitação que ocorre em determinados períodos de tempo, visando pressupor o montante de água gerado pela precipitação na bacia hidrográfica do município, para que se evitem contratempos futuros.

 

Palavras chave: ESTAÇÃO METEOROLÓGICA, ESTAÇÃO CHUVOSA, ESTAÇÃO DE ESTIAGEM, PRECIPITAÇÃO.


É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.