SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi, IV SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi

Tamanho da fonte: 
O MÉDICO DIANTE DE PACIENTES EM CUIDADOS PALIATIVOS
Helaine Bueno Moraes, Fernanda Bogarim Chiacchio, Leila Oliveira Amaral

Última alteração: 2018-10-06

Resumo


INTRODUÇÃO: A atuação médica, diante do paciente em Cuidados paliativos, requer uma prática que não esteja pautada apenas no prolongamento da existência mas sobretudo na qualidade do tempo de vida desse paciente.

OBJETIVOS: Compreender a atuação e formação do médico na equipe de Cuidados Paliativos.

METODOLOGIA: O estudo baseia-se em uma revisão bibliográfica, realizada no período de 2009 a 2018, nas bases Scielo, PubMed, LILACS  nos idiomas de português e espanhol. Os descritores utilizados foram:  cuidados paliativos,  atuação médica e formação médica. Os critérios de exclusão foram artigos que versavam sobre: enfermagem e CP, medicamentos em CP, depressão e ansiedade em CP, oncologia e CP.  Realizou-se leitura dos títulos e resumos para eliminação dos que não tratavam do tema. Totalizaram-se sete artigos que compõem o presente estudo.

RESULTADOS: Dos sete artigos usados, três traziam   especificamente sobre  o papel do médico em CP, dois apenas sobre a formação médica em CP e dois mesclavam atuação e formação médica.  O papel do  médico em CP vai muito além de tratar uma patologia, visto que  o profissional deve dar  suporte físico e psicológico para aliviar o sofrimento de pacientes e familiares diante da terminalidade da vida . Além disso, precisa atuar na equipe interdisciplinar com espírito de liderança, mas não de superioridade, a fim de que todos os profissionais envolvidos ajam com sintonia. Os resultados dos estudos demonstram que o conhecimento médico em relação a CP é bastante escasso entre os profissionais brasileiros, já que o tema é pouco abordado nas escolas médicas, o que pode representar a não obrigatoriedade do ensino do tema na base curricular dos cursos de medicina.

CONCLUSÃO:  A postura do médico mediante os CP  deve ser global, atuando tanto no apoio psicológico de pacientes e familiares quanto no alívio do sofrimento. Já em  relação ao  conhecimento médico, percebe-se que os CP são pouco trabalhados nos cursos de medicina. Tendo em vista a relevância dos CP, para pacientes, familiares e profissionais de saúde, faz-se necessário uma abordagem efetiva do tema nos cursos de saúde do Brasil.

DESCRITORES: Cuidados Paliativos. Formação. Atuação. Médico.

 


É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.