SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi, IV SICTEG - Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi

Tamanho da fonte: 
USO DE PLANTAS MEDICINAIS NO ALÍVIO DA DOR
karine lima carolino, Cassia faria, adriellen castro gonzato, Denise Soares Alcântara

Última alteração: 2018-10-16

Resumo


Introdução: O uso de plantas medicinais tem evidências de resultados eficazes e seguros, além de ser um método mais acessível à população com baixo custo sendo utilizada no alívio do dor . Objetivo: Estimar a prevalência de dor crônica e o uso de plantas medicinais nos usuários de uma unidade básica de saúde em Gurupi-TO. Material e Métodos: Trata se de um estudo descritivo, transversal de abordagem quantitativa. A amostra foi constituída por 200 usuários de amos sexo da Unidade Básica de Saúde Vila São José em Gurupi-TO, como critérios de inclusão foram idade de igual ou maior a 18 anos a 70 anos.

A coleta de dados foi realizada por meio de uma entrevista com aplicação de um instrumento semiestruturado, comtemplando questões acerca das plantas e da dor. Após revisão dos questionários, os dados serão codificados e digitados em um banco de dados construído pelo programa Excel. A análise dos mesmos será realizada com o software STATA 10. Os dados serão analisados descritivamente segundo frequências absolutas e relativas, porcentagens, médias e desvio padrão. Para analisar as associações entre as variáveis será utilizado o teste de  qui-quadrado. Será adotado intervalo de confiança de 95% . Os valores de p < 0,05 serão estabelecidos como significativos. Foi aprovado pelo o comitê de ética em pesquisa do Centro Universitário Unirg sobre o parecer número 2.680.770 Resultados: A prevalência de dor crônica entre os entrevistado foi de 44,7% sendo deste 22.5% homem  e 87,5 mulher ,37,8% faz o uso das plantas medicinais, a dor crônica mais prevalente é o cálculo renal sendo a planta mais citada para tal é a Quebra Pedra (Phyllanthus niruri) . Conclusão: Grande parte da população sofre de dor crônica. Existem vários métodos para alívio a dor, como a abordagem farmacológica e as práticas alternativas e complementares. As plantas medicinais é uma das práticas alternativas e terapia complementar que pode é utilizada pela população, pois é eficaz, tem um custo relativamente baixo e é de fácil acesso. As plantas medicinais é empregadas no tratamento de diversas entidades patológicas que causam a dor crônica.


É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.